Para aqueles que ainda caçoam do Paraguai

Líder do Senado paraguaio se opõe à entrada da Venezuela ao Mercosul Da France Presse O presidente do Senado do Paraguai, o opositor Miguel Carrizosa, afirmou nesta sexta-feira que fará oposição à entrada da Venezuela no Mercosul, como forma de rejeitar o presidente Hugo Chávez, o qual chamou de "ditador". "Chávez é um ditador. Por isso, dizemos 'não' à entrada da Venezuela ao Mercosul, e ao menos durante a minha presidência isso continuará dessa forma", afirmou Carrizosa em declarações a jornalistas. O Senado do Paraguai, dominado pela oposição, é o único que ainda não se pronunciou sobre a entrada do país sul-americano ao Mercosul. Já votaram favoravelmente os senadores de Brasil, Argentina e Uruguai. O legislador reagiu dessa forma à prisão na quinta-feira na Venezuela de um empresário de televisão - libertado horas mais tarde -, acusado de ter criticado o regime chavista em um congresso da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). "Chávez continua dando mostras do que nós acreditamos que deve ser superado. Em vez de se abrir à democracia, ele demonstra ser um ditador", afirmou o político alinhado à oposição ao presidente Fernando Lugo, um aberto defensor do presidente venezuelano.